Dona Berta Reserva Tinto 2012 para acompanhar o tradicional bacalhau de Páscoa.

31.03.2017

 

A Páscoa é uma das épocas do ano mais esperadas para reunir a família e os amigos. Essa data, apesar de toda a referência religiosa que carrega consigo, é também uma boa oportunidade para celebrar os bons momentos da vida com as pessoas que amamos. E existe maneira melhor do que celebrar a vida do que em torno de uma mesa?

 

Para o seu encontro com a família e amigos ficar completo, é uma boa ideia levar o vinho Dona Berta Tinto Reserva 2012 - que vai harmonizar perfeitamente com um dos pratos mais tradicionais da Páscoa, o bacalhau.

 

Compre online agora mesmo! 

Garanta suas unidades e torne esse encontro ainda mais gostoso.

 

Escolhendo o bacalhau

 

Uma vez escolhido o prato principal de sua Páscoa (embora na maioria dos casos sequer aconteça essa dúvida), é hora de buscar o melhor bacalhau para tornar ainda mais especial o almoço com a família. Embora a maioria dos vendedores - algumas vezes por desconhecimento, outras por má fé - se restringem a vendê-lo como "bacalhau", este peixe pode ser encontrado em quatro diferentes tipos:

 

Saithe: Domina 65% do mercado brasileiro. O número, claro, também se explica pelo preço, já que é o mais acessível ao consumidor. Porém, não necessariamente o baixo valor remete à baixa qualidade. Com um sabor bastante acentuado, é o preferido para os famosos bolinhos de bacalhau, certamente a mais popular de todas as receitas envolvendo este peixe. Quando cozido, a macia carne desfia com facilidade.

 

Zarbo: O menor entre todos os tipos. Não representa parcela significativa das vendas no Brasil, mas nem por isso deixa de ter o seu sabor. Vai muito bem com pratos desfiados, caldos, pirões e também bolinhos.

 

Ling: Junto com o Zarbo, representa apenas 10% das vendas no Brasil. É o mais estreito dos tipos. A carne é bem branca e saborosa, ideal para assados e grelhados.

 

Cod: O mais nobre dos bacalhaus, pode ser encontrado em duas diferentes espécies, o Gadus Macrocephalus e o Gadus Morhua - o mais saboroso e requisitado. Ambos são mais largos na parte da cabeça e vão afinando ao longo do corpo.

 

Gadus Macrocephalus: Pescado nos mares do Pacífico, é o mais "bonito" entre todos os tipos. Mais branco e mais grosso do que o Morhua, acaba ganhando a preferência do consumidor nos mercados pelo aspecto visual. Porém, é mais fibroso que o "irmão", o que o torna um pouco menos refinado. Para diferenciar um do outro, basta se atentar a uma faixa branca que se encontra tanto nas nadadeiras quanto no rabo, o que não ocorre no Morhua.

 

Gadus Morhua: O verdadeiro e original "bacalhau da Noruega" é pescado nos mares do Atlântico, mais especificamente na região dos países nórdicos. Possui uma coloração mais para palha do que para branco, o que o diferencia do Macrocephalus. Também é um pouco mais fino, o que faz com que muitos desavisados o deixe de lado na hora da compra. Quando cozido, costuma liberar lascas, o que torna seu gosto ainda mais especial.

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo

Quem diria que em Alexânia, nesta linda Fazenda tem um Bistrô e um Empório com Azeite Dona Berta? A Chico Carreiro tem esta conquista. Fomos até lá!

11.11.2019

1/10
Please reload

Posts em Destaque
Posts Recentes
Please reload

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Siga

© 2017 CHICO CARREIRO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

CONTATO
ENDEREÇO

Tel.: (21) 2498-7874

comercial@chicocarreiro.com.br

Avenida Adolpho de Vasconcellos, 497,
Bl 07, sala 908 - Barra da Tijuca, RJ
CEP: 22.793-380

  • Facebook - White Circle